UMA FAMÍLIA EM VIAGEM

Turks e Caicos – a beleza das Caraíbas

Cercada pela terceira maior barreira de coral do mundo, prometendo trezentos e vinte dias de sol, e pintada dos mais belos tons de azul que se possa imaginar, assim são estas ilhas paradisíacas situadas nas Caraíbas.

Turks e Caicos são um arquipélago de 40 ilhas rodeadas de corais no Oceano Atlântico, localizadas entre as Bahamas e a República Dominicana.
As ilhas principais são Providenciales, Grand Turk, North Caicos, Midldle Caicos, East Caicos e South Caicos . Apesar da sua autonomia ter sido autorizada nas eleições gerais de 2012, as ilhas continuam a ser consideradas Território Ultramarino Britânico. Ou seja, Turks and Caicos ainda esta sob a soberania da Rainha Elizabeth II, Rainha de Inglaterra, tendo inclusive uma foto da rainha logo quando se embarca ou desembarca no aeroporto.

Nós visitamos a ilha de Providenciales.

A princesa adora ir à janela

VIAGEM

Como chegar

De Portugal é fácil viajar até estas ilhas, existindo algumas companhias aéreas que fazem este trajeto diariamente. British Airways, Delta, American Airlines, Air Canada e United são alguns exemplos, mas sempre com escala no meio. Não existem voos diretos para este destino ainda.

Nós voamos para Providenciales pela United, com escala em NY para lá, e para cá com a Air Canada, com escala em Montreal para cá, Lisboa.
Compramos no site da United Airlines.
O preço que pagamos ida e volta por cada um de nós foi 430€.

DICA: Compramos em Julho a viagem para Setembro. Setembro lá é o mês mais barato para tudo, viagem, aluguer de casa, hotel.
Por vezes os voos a sair da Europa podem ser um pouco caros quando procuramos Providenciales como destino final, por isso aconselho, se o preço for demasiado elevado procure voo Portugal- Miami ida e volta, e depois compre o voo Miami- Providenciales.
De Portugal para Miami rondam os 300€ e de Miami para Providenciales, nas Turks and Caicos rondam os 200€. E assim faz só uma escala e pode aproveitar para conhecer um pouco de Miami.

Tempo de viagem 8horas + desde Miami- 1:15h; Montreal- 3:50h; Nova York. 3:35h

VIAGEM

Dias e Hotel

Nove dias – 306, Palmyra Townhomes, Gracebay AIRBNB
(www.airbnb.pt/rooms/11553461?source_impression_id=p3_1568757559_trmybv8U6XRm%2BW7J )

Turks and Caicos não é dos destinos mais baratos das Caraíbas. É bem diferente, por exemplo, da vizinha República Dominicana, que atrai muitos turistas, oferecendo todos os hotéis com TI (tudo incluído).
Aqui o tipo de turista é mais sofisticado, é um turista mais requintado, pagando para estar isolado, sem barulho nem confusão, tornando a ilha numa ilha quase privada.
O TI é também uma raridade nestas ilhas, o normal dos hotéis, mesmo os de luxo, é só terem incluídos o pequeno-almoço. Todos eles têm na sua maioria ou cozinha ou um barbecue ao serviço dos hóspedes.

Por aqui os tipos de alojamento que vimos foram as:

Villas – magnificas mansões, isoladas, com praias privativas, canoas e piscinas todas elas viradas para o mar, ótima opção para quem viaja em grupo ou quer uma viagem mais requintada.

Preço justo: Grace Bay Beach Ocean Villas

Hotéis Resorts– Por aqui os hotéis de luxo são mesmo de luxo.
Já tínhamos estado ou visto alguns resorts mas como estes nunca tínhamos visto!
Bem organizados, todos com vista mar, jacuzzis, piscinas, bares com vista para a praia. De uma beleza e construção pensada ao pormenor.
Os que mais gostamos foram: Seven Stars, em frente à mais bonita praia de Providenciales, o Garden Bay e o Alexandra Resort’s.
Existe um também espetacular para crianças, que infelizmente estava fechado para manutenção, Beaches Resorts.
Em Setembro podíamos frequentar os resorts para almoçar/jantar ou mesmo para tomar uma bebida.
Lá poucos têm a pulseirinha habitual, de maneira que podemos entrar e sair para o seu espaço exterior.

Preço justo: Inn at Grace Bay

Apartamentos- Uma excelente opção para quem procura todas as comodidades sem gastar muito dinheiro.
Tem no site AIRBNB boas opções, ou então neste da própria ilha
www.homeaway.com/d/33252/turks-and-caicos-islands

Nós alugamos uma em que partilhava-mos a casa com os proprietários.
Pagámos 760€ pelos nove dias, e gostámos muito da experiência.

Se for em casal o Club Med adults only pareceu-me uma excelente opção.

VIAGEM

Quando ir

Qualquer altura é boa para se viajar para estas ilhas.
As ilha recebem sol todo o ano, com temperaturas muito quentes entre 25 e 35 graus.
O período de Agosto a Outubro existe o risco de furacões.

Nós fomos em Setembro, e apanhamos um dia com chuvas irregulares, e dois dias com nuvens, de resto o tempo esteve ótimo.

VIAGEM

Como chegar

De Portugal é fácil viajar até estas ilhas, existindo algumas companhias aéreas que fazem este trajeto diariamente. British Airways, Delta, American Airlines, Air Canada e United são alguns exemplos, mas sempre com escala no meio. Não existem voos diretos para este destino ainda.

Nós voamos para Providenciales pela United, com escala em NY para lá, e para cá com a Air Canada, com escala em Montreal para cá, Lisboa.
Compramos no site da United Airlines.
O preço que pagamos ida e volta por cada um de nós foi 430€.

DICA: Compramos em Julho a viagem para Setembro. Setembro lá é o mês mais barato para tudo, viagem, aluguer de casa, hotel.
Por vezes os voos a sair da Europa podem ser um pouco caros quando procuramos Providenciales como destino final, por isso aconselho, se o preço for demasiado elevado procure voo Portugal- Miami ida e volta, e depois compre o voo Miami- Providenciales.
De Portugal para Miami rondam os 300€ e de Miami para Providenciales, nas Turks and Caicos rondam os 200€. E assim faz só uma escala e pode aproveitar para conhecer um pouco de Miami.

Tempo de viagem 8horas + desde Miami- 1:15h; Montreal- 3:50h; Nova York. 3:35h

VIAGEM

Dias e Hotel

Nove dias – 306, Palmyra Townhomes, Gracebay AIRBNB
(www.airbnb.pt/rooms/11553461?source_impression_id=p3_1568757559_trmybv8U6XRm%2BW7J )

Turks and Caicos não é dos destinos mais baratos das Caraíbas. É bem diferente, por exemplo, da vizinha República Dominicana, que atrai muitos turistas, oferecendo todos os hotéis com TI (tudo incluído).
Aqui o tipo de turista é mais sofisticado, é um turista mais requintado, pagando para estar isolado, sem barulho nem confusão, tornando a ilha numa ilha quase privada.
O TI é também uma raridade nestas ilhas, o normal dos hotéis, mesmo os de luxo, é só terem incluídos o pequeno-almoço. Todos eles têm na sua maioria ou cozinha ou um barbecue ao serviço dos hóspedes.

Por aqui os tipos de alojamento que vimos foram as:

Villas – magnificas mansões, isoladas, com praias privativas, canoas e piscinas todas elas viradas para o mar, ótima opção para quem viaja em grupo ou quer uma viagem mais requintada.

Preço justo: Grace Bay Beach Ocean Villas

Hotéis Resorts– Por aqui os hotéis de luxo são mesmo de luxo.
Já tínhamos estado ou visto alguns resorts mas como estes nunca tínhamos visto!
Bem organizados, todos com vista mar, jacuzzis, piscinas, bares com vista para a praia. De uma beleza e construção pensada ao pormenor.
Os que mais gostamos foram: Seven Stars, em frente à mais bonita praia de Providenciales, o Garden Bay e o Alexandra Resort’s.
Existe um também espetacular para crianças, que infelizmente estava fechado para manutenção, Beaches Resorts.
Em Setembro podíamos frequentar os resorts para almoçar/jantar ou mesmo para tomar uma bebida.
Lá poucos têm a pulseirinha habitual, de maneira que podemos entrar e sair para o seu espaço exterior.

Preço justo: Inn at Grace Bay

Apartamentos- Uma excelente opção para quem procura todas as comodidades sem gastar muito dinheiro.
Tem no site AIRBNB boas opções, ou então neste da própria ilha
www.homeaway.com/d/33252/turks-and-caicos-islands

Nós alugamos uma em que partilhava-mos a casa com os proprietários.
Pagámos 760€ pelos nove dias, e gostámos muito da experiência.

Se for em casal o Club Med adults only pareceu-me uma excelente opção.

VIAGEM

Quando ir

Qualquer altura é boa para se viajar para estas ilhas.
As ilha recebem sol todo o ano, com temperaturas muito quentes entre 25 e 35 graus.
O período de Agosto a Outubro existe o risco de furacões.

Nós fomos em Setembro, e apanhamos um dia com chuvas irregulares, e dois dias com nuvens, de resto o tempo esteve ótimo.

Informações

MOEDA
Dólar Americano.
Existem muitos ATM’s pela ilha e o cartão de crédito também é aceite.

LÍNGUA
Inglês, Espanhol e Crioulo

DESLOCAÇÃO

Chegando à ilha tem três tipos de meio de transporte para se deslocar. Táxi, transfere privado ou alugar um carro.
Táxi é um pouco caro, rondam os 50€ por viagem para o centro da ilha.
Carro, a melhor opção. Reservamos o nosso para os 9 dias por 320$.
Reservamos na agência Grace Bay Rental Car.
gracebaycarrentals.com
Esta agência tem a vantagem de levar o carro até si, e tendo escritório no aeroporto. O preço também é um dos melhores.

Para visitar outras ilhas tem serviço regular de ferry boat que conecta Providenciales a North Caicos e Middle Caicos.
Para visitar South Caicos, Grand Turk ou Salt Cay é necessário voar num avião muito pequeno com a Caicos Express. O voo é muito curto.

Documentação Necessária

Não necessitamos de visto para entrar na ilha, mas contudo como fazemos sempre escala na América, precisamos de tirar o ESTA. É muito fácil online.

Nós tivemos de tirar também o eTA pois fizemos escala no Canadá.

Saúde

Para esta viagem os riscos são muito baixos.
Vacinação do SNS em dia.
Houve poucos casos em 2015 na ilha do vírus Zika, por isso se estiver grávida veja com o seu médico de família.
Convém levar uma mini-farmácia para algum corte, indisposição, desarranjo intestinal.
Seguro de viagem.

Informações

MOEDA
Dólar Americano.
Existem muitos ATM’s pela ilha e o cartão de crédito também é aceite.

LÍNGUA
Inglês, Espanhol e Crioulo

DESLOCAÇÃO

Chegando à ilha tem três tipos de meio de transporte para se deslocar. Táxi, transfere privado ou alugar um carro.
Táxi é um pouco caro, rondam os 50€ por viagem para o centro da ilha.
Carro, a melhor opção. Reservamos o nosso para os 9 dias por 320$.
Reservamos na agência Grace Bay Rental Car.
gracebaycarrentals.com
Esta agência tem a vantagem de levar o carro até si, e tendo escritório no aeroporto. O preço também é um dos melhores.

Para visitar outras ilhas tem serviço regular de ferry boat que conecta Providenciales a North Caicos e Middle Caicos.
Para visitar South Caicos, Grand Turk ou Salt Cay é necessário voar num avião muito pequeno com a Caicos Express. O voo é muito curto.

Documentação Necessária

Não necessitamos de visto para entrar na ilha, mas contudo como fazemos sempre escala na América, precisamos de tirar o ESTA. É muito fácil online.

Nós tivemos de tirar também o eTA pois fizemos escala no Canadá.

Saúde

Para esta viagem os riscos são muito baixos.
Vacinação do SNS em dia.
Houve poucos casos em 2015 na ilha do vírus Zika, por isso se estiver grávida veja com o seu médico de família.
Convém levar uma mini-farmácia para algum corte, indisposição, desarranjo intestinal.
Seguro de viagem.

O começo de tudo

Já tínhamos visto umas fotografias incríveis de uma apresentadora portuguesa, mas foi só isso.
Procurávamos uma viagem em cima da hora, já era Julho, e ainda não tínhamos marcado nada, tudo naquela altura estava tão caro, até que um dia, num grupo que temos no facebook, alguém comentou: Se adorou as Maldivas vá até Turks and Caicos e depois diga-me.
Procuramos voos e reservamos logo, pois as fotografias que vimos na Internet cativaram-nos logo!

Voo já tínhamos, faltava só o alojamento.
Estávamos um pouco em cima da hora, e a procura de alojamento estava um pouco limitada, pois muita estava esgotada e daí termos escolhido o alojamento acima, também por ficar muito central.

A localização do nosso alojamento dispensava carro, estávamos perto da melhor praia de Providenciales, a famosa Grace Bay, e perto de tudo o que precisaríamos, mas o carro foi bastante útil e prático, desde compras, a aventuras pelas praias da ilha para a conhecer melhor.

A ilha é bem pequena, a condução é mão é inglesa. Não foi muito fácil no primeiro momento, mas até foi engraçada a experiência. A nossa carta é aceite lá.

As praias da ilha também não estão muito bem sinalizadas, mas se levar o mapa dado pela rent-a-car, tente segui-lo, e se assim o fizer torna-se mais fácil.
Vá perguntando também aos locais, ou aos habitantes que lá habitam eles são muito simpáticos e dão sempre uma boa ajuda.

A ilha é muito segura, aconselharam-nos a não deixar nada no carro quando fossemos para a praia, mas acho que este é o único aviso a ser dado.
Perdemos um telemóvel e ele foi devolvido, deixava-mos várias vezes camaras fotográficas em cima das toalhas e ninguém se aproximava.
Muito tranquilo mesmo.
O povo gosta do turista e vive do turismo.

O começo de tudo

Já tínhamos visto umas fotografias incríveis de uma apresentadora portuguesa, mas foi só isso.
Procurávamos uma viagem em cima da hora, já era Julho, e ainda não tínhamos marcado nada, tudo naquela altura estava tão caro, até que um dia, num grupo que temos no facebook, alguém comentou: Se adorou as Maldivas vá até Turks and Caicos e depois diga-me.
Procuramos voos e reservamos logo, pois as fotografias que vimos na Internet cativaram-nos logo!

Voo já tínhamos, faltava só o alojamento.
Estávamos um pouco em cima da hora, e a procura de alojamento estava um pouco limitada, pois muita estava esgotada e daí termos escolhido o alojamento acima, também por ficar muito central.
A localização do nosso alojamento dispensava carro, estávamos perto da melhor praia de Providenciales, a famosa Grace Bay, e perto de tudo o que precisaríamos, mas o carro foi bastante útil e prático, desde compras, a aventuras pelas praias da ilha para a conhecer melhor.

A ilha é bem pequena, a condução é mão é inglesa. Não foi muito fácil no primeiro momento, mas até foi engraçada a experiência. A nossa carta é aceite lá.

As praias da ilha também não estão muito bem sinalizadas, mas se levar o mapa dado pela rent-a-car, tente segui-lo, e se assim o fizer torna-se mais fácil.
Vá perguntando também aos locais, ou aos habitantes que lá habitam eles são muito simpáticos e dão sempre uma boa ajuda.

A ilha é muito segura, aconselharam-nos a não deixar nada no carro quando fossemos para a praia, mas acho que este é o único aviso a ser dado.
Perdemos um telemóvel e ele foi devolvido, deixava-mos várias vezes camaras fotográficas em cima das toalhas e ninguém se aproximava.
Muito tranquilo mesmo.
O povo gosta do turista e vive do turismo.

As Praias

As praias desta ilha são das mais bonitas do mundo.
O segredo estará no seu areal branco e aveludado com cerca de cinco km’s de comprimento, aos quais se juntam águas cristalinas das mais calmas das Caraíbas. Graças à barreira natural de coral a menos de dois quilómetros da areia.

Grace Bay Beach

É a praia principal de Providenciales onde se concentra a maioria dos resorts. Segundo o TripAdvisor é considerada a segunda praia mais bonita do mundo.
Adorámo-la. O seu azul é estonteante, azul turquesa. A sua costa de areia é extensa, não tem rochas, e conta com serviço de aluguer de espreguiçadeiras e animações náuticas.
É também a praia mais frequentada.

Long Bay Beach

Uma praia espetacular, procurada para a prática de kiteboarding, devido ao vento que corre neste lado da ilha!
Fica no lado oposto de Grace Bay Beach.
A entrada é feita pelo resort The Shore Club.
Praia muito calma.

Sapodilla Bay

É pequena a praia mas lindíssima. Forma uma lagoa com águas muito calmas e transparentes, parecendo uma piscina de água salgada.
Uma praia ótima para famílias com crianças,pois a altura da água é a mesma por metros e metros.
Tem sombras, alugueres de espreguiçadeiras, canoas e motas de água também.
Excelente para snorkeling.
Na parte direita da praia, rente ás rochas, por baixo das villas levem máscaras e usufruam das surpresas que poderão ter.
Nós vimos tubarões, tartarugas, linguados, solhas e imensos peixinhos coloridos.
Adorámos esta praia. Muito calma também.

Turtle Tail

Há duas praias, uma maior e de melhor acesso, e uma menor e mais escondida.. Fomos à menor.
É linda e deserta, não existem sombras e tem-se de fazer uma mini trilha por meio da vegetação. Não é fácil de se encontrar, mas seguindo rigorosamente o mapa vai conseguir encontrá-la.

Chalk Sound Lagoon

Uma lagoa lindíssima, onde se pode avistar vários Caicos.
Dá para fazer praia, acessando pelo restaurante Las Brisas, mas que estava fechado para manutenção e então não fizemos.
Mas vimos por outro ponto da ilha e a água tem uma cor linda.

Leeward Beach

Esta praia fica numa das pontas da ilha, num dos sítios mais calmos da ilha.
De um azul estonteante e sem ondas foi uma das praias que mais gostámos.
Nela é possível também encontrar lindos búzios e passar horas sem avistar ninguém.

Coral Beach e Smith’s Reef

Não são perto uma da outra, mas são ambas locais perfeito para snorkeling e praia.
Ambas são lindas. A Coral Beach é um pouco mais movimentada, mas em ambas podemos ver peixes incríveis, tartarugas e toda uma fauna marítima linda.

As Praias

As praias desta ilha são das mais bonitas do mundo.
O segredo estará no seu areal branco e aveludado com cerca de cinco km’s de comprimento, aos quais se juntam águas cristalinas das mais calmas das Caraíbas. Graças à barreira natural de coral a menos de dois quilómetros da areia.

Grace Bay Beach

É a praia principal de Providenciales onde se concentra a maioria dos resorts. Segundo o TripAdvisor é considerada a segunda praia mais bonita do mundo.
Adorámo-la. O seu azul é estonteante, azul turquesa. A sua costa de areia é extensa, não tem rochas, e conta com serviço de aluguer de espreguiçadeiras e animações náuticas.
É também a praia mais frequentada.

Long Bay Beach

Uma praia espetacular, procurada para a prática de kiteboarding, devido ao vento que corre neste lado da ilha!
Fica no lado oposto de Grace Bay Beach.
A entrada é feita pelo resort The Shore Club.
Praia muito calma.

Sapodilla Bay

É pequena a praia mas lindíssima. Forma uma lagoa com águas muito calmas e transparentes, parecendo uma piscina de água salgada.
Uma praia ótima para famílias com crianças,pois a altura da água é a mesma por metros e metros.
Tem sombras, alugueres de espreguiçadeiras, canoas e motas de água também.
Excelente para snorkeling.
Na parte direita da praia, rente ás rochas, por baixo das villas levem máscaras e usufruam das surpresas que poderão ter.
Nós vimos tubarões, tartarugas, linguados, solhas e imensos peixinhos coloridos.
Adorámos esta praia. Muito calma também.

Turtle Tail

Há duas praias, uma maior e de melhor acesso, e uma menor e mais escondida.. Fomos à menor.
É linda e deserta, não existem sombras e tem-se de fazer uma mini trilha por meio da vegetação. Não é fácil de se encontrar, mas seguindo rigorosamente o mapa vai conseguir encontrá-la.

Chalk Sound Lagoon

Uma lagoa lindíssima, onde se pode avistar vários Caicos.
Dá para fazer praia, acessando pelo restaurante Las Brisas, mas que estava fechado para manutenção e então não fizemos.
Mas vimos por outro ponto da ilha e a água tem uma cor linda.

Leeward Beach

Esta praia fica numa das pontas da ilha, num dos sítios mais calmos da ilha.
De um azul estonteante e sem ondas foi uma das praias que mais gostámos.
Nela é possível também encontrar lindos búzios e passar horas sem avistar ninguém.

Coral Beach e Smith’s Reef

Não são perto uma da outra, mas são ambas locais perfeito para snorkeling e praia.
Ambas são lindas. A Coral Beach é um pouco mais movimentada, mas em ambas podemos ver peixes incríveis, tartarugas e toda uma fauna marítima linda.

Onde Comer

A ilha tem um centro comercial aberto, bem no centro da ilha.
Aqui encontra todas as opções para fazer refeições, para os mais diversos gostos.
É neste centro que à noite também pode ir beber um copo e relaxar num dos bares.

Outra opção é ir aos restaurantes dos Resorts e fazer por lá as suas refeições, ou então beber uma bebida no bar.

Destaco os restaurantes que mais nos agradaram:
Coco Bistro. Excelente ambiente, num local bem agradável.
Muito procurado por turistas, vale a pena reservar mesa. Melhor para jantar.
– ASU no Alexandra Resort. Em cima da praia, com um ambiente fantástico carregado de requinte, excelente tanto para almoço como para jantar.

Não experimentamos mais nenhum mas no TripAdvisor tem todas as sugestões.
As refeições rondam os 30$ por pessoa ao jantar,e 15$ por pessoa ao almoço.

A ilha também é bem fornecida de supermercados, onde pode encontrar de tudo, até refeições já feitas, pizzas feitas na hora (10$) também frango assado (12$).
Os preços na fruta e nos vegetais são elevados, nas massas e acompanhamentos são o dobro dos nossos mas é aceitável, e na carne os preços são razoáveis. Mais ao menos ao preço de cá.

Uma sugestão: Todas as quintas-feiras do mês existe na ilha uma festa chamada de Fish Fry.
Uma festa bem local com música, refeições e artesanato típicos de lá.
Começa as 17.30H horas e é imperdível. Pergunte lá onde fica.
O prato mais famoso nesta ilha são as conch (búzio). Bom mas picante.
Experimente! A lagosta também é a rainha da festa, por isso para quem gosta pode lá provar.

Nó levamos muita comida na mala de Portugal, foi mesmo a melhor opção. Não houve nunca problemas nos aeroportos, pois as malas sempre foram para o porão, e deu imenso jeito. Levamos à base de produtos secos, e latas.
Bolachinhas também foram importantes e básicos de preparação como por exemplo azeite (que lá é um pouco caro) cebolas,etc.
A maioria dos turistas por lá cozinha, e também levam alguns produtos de casa. Uma americana mostrou-nos lata de sardinhas e ginja que tinha comprado em Portugal e levou para lá para consumir, e tinha reservado uma villa por 20.000€ uma semana. Não se compreende, mas faz parte desta ilha.

Excursões

Não fizemos nenhuma, não achamos necessário dado aos dias que tínhamos. Aproveitamos para todos os dias explorar a ilha e ficamos realizados.
Mas por lá tem muitas diariamente.
-Pesca
-Desportos náuticos
-Snorkeling e mergulho
– Visita a outras ilhas
– Ilha das Iguanas
– Passar um dia num Caico no meio do mar
Entre outras. O preço ronda os 200$ por pessoa.

Dicas

  • Leve um bom protector solar. O sol é muito quente.
  • Leve adaptador de corrente.
  • Pode levar repelente, mas lá não vimos melgas, nem de dia nem de noite.
  • De dia use roupa de praia, de noite para as senhoras, leve uma roupa elegante, uma maquilhagem, um sapato de salto alto, para os senhores, uma camisa e sapato fechado.
  • São Caraíbas, aproveite para descansar e relaxar.
  • A ilha é completamente familiar. Vê-se muitas grávidas, e muitas crianças que viajam com os seus pais.
  • Ótimo destino para Lua-de-Mel, ou para namoram.
  • Leve alimentos de cá, não se irá arrepender!
  • Preço total da viagem 2400€ para os três

Onde Comer

A ilha tem um centro comercial aberto, bem no centro da ilha.
Aqui encontra todas as opções para fazer refeições, para os mais diversos gostos.
É neste centro que à noite também pode ir beber um copo e relaxar num dos bares.

Outra opção é ir aos restaurantes dos Resorts e fazer por lá as suas refeições, ou então beber uma bebida no bar.

Destaco os restaurantes que mais nos agradaram:
Coco Bistro. Excelente ambiente, num local bem agradável.
Muito procurado por turistas, vale a pena reservar mesa. Melhor para jantar.
– ASU no Alexandra Resort. Em cima da praia, com um ambiente fantástico carregado de requinte, excelente tanto para almoço como para jantar.

Não experimentamos mais nenhum mas no TripAdvisor tem todas as sugestões.
As refeições rondam os 30$ por pessoa ao jantar,e 15$ por pessoa ao almoço.

A ilha também é bem fornecida de supermercados, onde pode encontrar de tudo, até refeições já feitas, pizzas feitas na hora (10$) também frango assado (12$).
Os preços na fruta e nos vegetais são elevados, nas massas e acompanhamentos são o dobro dos nossos mas é aceitável, e na carne os preços são razoáveis. Mais ao menos ao preço de cá.

Uma sugestão: Todas as quintas-feiras do mês existe na ilha uma festa chamada de Fish Fry.
Uma festa bem local com música, refeições e artesanato típicos de lá.
Começa as 17.30H horas e é imperdível. Pergunte lá onde fica.
O prato mais famoso nesta ilha são as conch (búzio). Bom mas picante.
Experimente! A lagosta também é a rainha da festa, por isso para quem gosta pode lá provar.

Nó levamos muita comida na mala de Portugal, foi mesmo a melhor opção. Não houve nunca problemas nos aeroportos, pois as malas sempre foram para o porão, e deu imenso jeito. Levamos à base de produtos secos, e latas.
Bolachinhas também foram importantes e básicos de preparação como por exemplo azeite (que lá é um pouco caro) cebolas,etc.
A maioria dos turistas por lá cozinha, e também levam alguns produtos de casa. Uma americana mostrou-nos lata de sardinhas e ginja que tinha comprado em Portugal e levou para lá para consumir, e tinha reservado uma villa por 20.000€ uma semana. Não se compreende, mas faz parte desta ilha.

Excursões

Não fizemos nenhuma, não achamos necessário dado aos dias que tínhamos. Aproveitamos para todos os dias explorar a ilha e ficamos realizados.
Mas por lá tem muitas diariamente.
-Pesca
-Desportos náuticos
-Snorkeling e mergulho
– Visita a outras ilhas
– Ilha das Iguanas
– Passar um dia num Caico no meio do mar
Entre outras. O preço ronda os 200$ por pessoa.

Dicas

  • Leve um bom protector solar. O sol é muito quente.
  • Leve adaptador de corrente.
  • Pode levar repelente, mas lá não vimos melgas, nem de dia nem de noite.
  • De dia use roupa de praia, de noite para as senhoras, leve uma roupa elegante, uma maquilhagem, um sapato de salto alto, para os senhores, uma camisa e sapato fechado.
  • São Caraíbas, aproveite para descansar e relaxar.
  • A ilha é completamente familiar. Vê-se muitas grávidas, e muitas crianças que viajam com os seus pais.
  • Ótimo destino para Lua-de-Mel, ou para namoram.
  • Leve alimentos de cá, não se irá arrepender!
  • Preço total da viagem 2400€ para os três